Saiba como o marketing ajuda no controle de vendas da sua construtora

Imagine a situação: você é um gestor com espírito inovador, extremamente dedicado, que sempre busca novas soluções para gerar bons resultados para a companhia em que atua. Sabe que os processos da sua empresa são eficientes, mas o marketing ainda precisa melhorar.

Para que você não fique atrás da concorrência, é essencial entender como o marketing pode ajudar seu negócio a ter um controle de vendas. Usando o poder de alguns indicadores, você consegue gerar previsibilidade de negócios para seu empreendimento.

Em nosso artigo, vamos abordar como funcionam algumas dessas técnicas que podem ser cruciais para você antecipar resultados e tendências do seu negócio, além de aumentar as vendas, seja qual for o seu ramo de atuação. Boa leitura!

Previsão de vendas

Antes de elencar alguns tópicos importantes do marketing que impulsionarão o seu negócio, explicamos por que é importante que a empresa adote uma previsão de vendas:

  • o gestor terá uma noção se a meta será atingida conforme o prazo estabelecido;
  • decisões mais assertivas poderão ser tomadas, a fim de transformar os resultados. Isso será importante para manter a motivação da equipe ou negociar promoções com o financeiro para potencializar as vendas;
  • será possível ter uma ideia de como o funcionário pode ser mais eficiente no decorrer das suas negociações;
  • haverá a expectativa de crescimento da área e será possível saber para onde devem ser direcionados os esforços.

Apesar de existir diversos outros motivos, estes já justificam a importância de trabalho com foco na previsão de resultados.

Agora, confira como alguns dos principais indicadores de vendas podem te entregar métricas que ajudarão a melhorar seu negócio por meio do marketing.

Funil de vendas

O funil de vendas é um modelo estratégico que tem o objetivo de conduzir o potencial consumidor a partir do momento em que ele toma conhecimento do seu produto até a hora de realizar a venda. No contexto do funil, o processo de vendas é ilustrado por meio de três camadas: o topo, o meio e o fundo do funil.

O topo do funil é conhecido como a parte da consciência, em que o potencial cliente ainda não está ciente da demanda/problema que ele tem. O meio do funil já é uma camada em que o consumidor descobriu a sua necessidade, mas ainda está em dúvidas se deve adquirir seu produto. Já o fundo do funil é o momento em que a pessoa avalia seu produto e decide se compra ou não.

No momento que você entende cada etapa do funil de vendas, fica bem claro compreender como ele pode beneficiar sua empresa.

Número de leads gerados

Leads são contatos, ou seja, pessoas que se interessaram pelo seu produto. Trata-se de um consumidor que está ao alcance da companhia e gerar esses contatos é crucial para o sucesso da empresa como um todo. Os leads podem vir, por exemplo, por meio de uma assinatura de newsletter no site da empresa

O objetivo é que esses potenciais consumidores sejam convertidos em clientes. Os leads são trabalhados de acordo com a sua posição no funil de vendas, que conduz o cliente até o momento da compra. Nesse sentido, é fundamental saber quantos leads estão sendo devidamente convertidos em compradores.

Número de leads qualificados

Você com certeza concorda que não adianta ter milhares de contatos que não são convertidos em vendas, certo? Por isso, é essencial construir um bom caminho para que os potenciais consumidores tenham fácil acesso às informações relacionadas aos seus produtos.

Dessa maneira, você está qualificando seus leads, isto é, nutrindo-os com informações estratégicas para que eles decidam realizar a compra. Munir o lead de informações é essencial para conquistar uma alta taxa de conversão. Com as informações necessárias expostas de maneira clara, o potencial cliente estará pronto para decidir a compra com a equipe de vendas.

Para ter controle sobre esse indicador, você deve verificar quantas propostas de vendas foram enviadas para os potenciais consumidores.

Taxa de conversão

Um dos indicadores de venda de maior importância, a taxa de conversão avalia a eficiência do seu time, uma vez que compara o número de oportunidades geradas com aquelas que efetivamente se transformaram em vendas.

Esse indicador aponta as melhores estratégias. É possível, por exemplo, realizar ações diferentes com o mínimo de investimento e apostar naquela que tiver mais resposta dos seus clientes potenciais.

O grande objetivo dessa métrica é entender como está o retorno em relação aos investimentos da sua empresa, seja ele em relação às vendas, de dinheiro ou tempo. A taxa de conversão é essencial para identificar pontos fracos e oportunidades para melhorar os resultados do negócio como um todo.

Ticket médio

Esse indicador avalia o comportamento dos seus consumidores com a marca, isto é, demonstra o gasto médio por pedido. Diretamente ligado ao faturamento da companhia, o ticket médio pode ser calculado por meio da divisão do faturamento total pelo número de compras feitas em um determinado período. Melhorar o ticket médio é essencial, por exemplo, para ter mais investimentos em marketing e inovação

Custo de Aquisição do Cliente (CAC)

O Custo de Aquisição de Clientes (CAC) estima o investimento realizado até que uma pessoa se torne cliente de fato. Para entender esse indicador, é necessário levantar todo investimento feito em campanhas de marketing, gastos nas vendas etc. Assim, é possível ter em mãos quantos clientes foram obtidos no determinado período estudado. Para conhecer o número exato, basta dividir todo o investimento pelo número de novos consumidores.

O CAC permite averiguar se vale a pena seguir com uma determinada estratégia de conquista de consumidores. Por exemplo, se o CAC for superior ao ticket médio, você estará gastando mais para captar um cliente do que ele gastará na compra, o que significa prejuízo.

Ciclo de venda

Esse indicador define o tempo que a pessoa gasta para fazer uma compra, desde o momento que faz o primeiro contato com a empresa. Quanto menor o ciclo, mais clientes poderão ser captados, o que aumenta o lucro.

Caso o ciclo de venda aumente bastante, pode ser que o departamento de marketing esteja passando poucas informações para os potenciais consumidores. Dessa forma, será necessário munir os contatos de mais informações para que eles tomem a decisão de compra.  

Gostou das dicas sobre controle de vendas com a ajuda do marketing? Acha que ele pode realmente fazer a diferença na automatização dos processos da sua empresa? Então, compartilhe este artigo nas suas redes sociais e demonstre ao seu time a importância de estar inteiramente engajado em prol do crescimento da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *