Estratégia de email marketing: como usá-lo em médias e grandes empresas

Muitos dizem que uma estratégia de email marketing não funciona mais. Será verdade? Os números mostram que não! A expectativa era que em 2016, o número de contas passasse de 4 bilhões! E não pense você que a maioria delas são inativas, visto que 92% dos adultos que acessam a internet verificam seus emails, sendo que 61% deles de forma diária.

Se você ainda pensa que as redes sociais substituíram os emails, está na hora de rever seus conceitos. Um email é até 40 vezes mais efetivo do que elas! Por isso, dê a devida atenção às estratégias de email marketing, pois elas são ferramentas interessantes para as médias e grandes empresas aumentarem seus lucros.

Para ajudá-lo a planejar suas ações, no post de hoje mostramos as principais ações necessárias para você atrair mais clientes. Confira!

Segmente seus leads

Essa é uma das etapas mais importantes do email marketing, mas que renderá resultados em todas as próximas etapas. Para começar, é interessante que você pesquise ferramentas como MailChimp, iContact e RD Station. Entretanto, é essencial que saiba para quem enviará cada conteúdo produzido, certificando-se que eles sejam interessantes e úteis para cada público.

Você pode escolher dois tipos possíveis de segmentação, baseado no comportamento do usuário ou em seu perfil. No primeiro caso, enviará mensagens de acordo com as interações que ele fizer ou deixar de fazer, como abrir emails, clicar nos botões de ação e efetuar compras. Já as segmentações baseadas no perfil avaliam o tamanho da empresa em que o contato trabalha, segmento de atuação, cargos e interesses.

É possível, também, criar cenários que considerem ambos os fatores. Dessa maneira, você pode iniciar séries de emails que levarão seu lead para outra série. Por fim, consegue selecionar as pessoas que clicaram em determinados links.

Use fluxos de nutrição

Fluxos de nutrição são sequências de e-mail responsáveis por educar seus leads e acelerar o caminho deles até a compra. Dessa forma, você poderá ter mais clientes com menos tempo de amadurecimento, o que gera menor custo de aquisição (CAC).

O maior desafio apresentado é fazer com que o cliente compre seu produto ou serviço no último email, o que normalmente inclui propostas como ebooks ou preenchimento de formulários para entrar em contato diretamente com os consultores ou vendedores.

Algumas das ações que você deve observar são:

  • determine quais são as ofertas que serão efetuadas (como ebooks, vídeos e infográficos); lembre-se de sempre manter o foco e fazer uma promoção para cada persona;

  • descubra qual é o intervalo de tempo mais indicado entre os emails para que você não canse os leads e nem deixe de nutri-los;

  • pesquise como seu cliente gosta de ser abordado, entendendo se ele prefere uma linguagem mais culta ou informal, além da quantidade de informações.

Limpe a base de emails

Mesmo que você tome todos os cuidados necessários para adquirir seus leads, é possível que tenha contatos que não interajam com as mensagens enviadas. Por isso, é interessante que avalie os casos e limpe sua base de emails para contar apenas com os leads que desejam ter contato com a empresa e adquirir seus produtos ou serviços.

Há diversos motivos que fazem com que pessoas anteriormente interessadas parem de se comunicar com sua marca, como criação de novas contas e troca de emprego e, consequentemente, mudança do email utilizado. Como você não pode evitar esse fenômeno, pode deixar de investir nessas contas.

Para tanto, retire da sua base endereços que:

  • são considerados inválidos, contendo tanto os que foram excluídos quanto os que nunca existiram;

  • são válidos, mas não podem mais receber mensagens, o que normalmente acontece por causa de caixa de emails cheia;

  • reclamaram que suas mensagens são spam;

  • fizeram pedidos de descadastramento da sua base.

Crie títulos interessantes

Os usuários consideram o assunto do email no momento de abri-lo. Pelo menos 35% deles abrem os emails somente por causa do título. Por isso, fazer títulos para seus emails também é uma arte. Muitas empresas dedicam várias horas para criar o conteúdo e esquecem de planejar os títulos. Para que você não cometa esse erro, veja nossas dicas:

  • dedique tempo para criar seus títulos;

  • seja específico quanto ao assunto do e-mail e mostre, de cara, sua relevância;

  • não use muitas palavras;

  • identifique-se claramente;

  • já apresente que um convite à ação será requisitado;

  • faça testes para otimizá-los.

Como qualquer outra parte dos seus conteúdos, você deve treinar e realizar testes para que os resultados sejam ainda melhores no futuro. Para tanto, utilize testes A/B, modificando apenas um item do título.

Entregue conteúdo de valor

Estratégias de marketing não serão úteis se não forem acompanhadas de conteúdo de valor. Eles são responsáveis para provar ao seu público-alvo que sua empresa possui autoridade de mercado e conhecimento para ajudá-lo a enfrentar suas dores e problemas. Por isso, seus emails devem entregar conteúdos completos e úteis para instigar o leitor e incentivá-lo à leitura.

Oferte na hora certa

Seria uma pena se você fizesse a melhor oferta possível na hora errada, não é mesmo? Algumas empresas, no desejo de verem os resultados, acabam atropelando o planejamento e enviam ofertas antes que os leads estejam preparados para converterem.

Por isso, antes de oferecer sua oferta irresistível, verifique se a persona já passou pelas etapas esperadas na jornada de compra. É melhor esperar um pouco mais para obter resultados que dar um tiro errado, não é mesmo? Então, mantenha a calma e estude o melhor momento de fazer suas promoções.

Mensure os resultados

Por fim, não se esqueça de mensurar seus resultados. Com esses dados, você descobrirá quais são os pontos mais positivos das suas campanhas de email marketing e os locais em que você poderia efetuar mudanças.

A principal vantagem da mensuração é proporcionar informações úteis para você otimizar suas campanhas de maneira científica. Caso contrário, será fácil cair na tentação de fazer mudanças baseadas em suas opiniões e achismos.

Para ajudá-lo na otimização, faça testes A/B, em que apenas uma variável da sua estrutura é modificada e você pode observar qual o resultado apresentado entre o original e o teste. Caso a mudança tenha proporcionado mais conversões, você poderá promovê-la ao status de oficial.

Você deve pensar sua estratégia de email marketing para conseguir aumentar as vendas e engajar seus contatos com os serviços e produtos fornecidos pela sua empresa. Sendo assim, procure mais informações sobre como começar a se planejar e não perca mais tempo!

Comente agora mesmo suas principais dúvidas, dificuldades e experiências com essa estratégia. Estamos ansiosos para entender um pouco mais sobre seu negócio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *